Sábado
18 de Novembro de 2017 - 
* NARRA MIHI FACTUM, DABO TIBI JUS *
* DÁ-ME OS FATOS, QUE LHE DAREI O DIREITO *

Acompanhe seu Processo

Insira seu email e senha cadastrados para acesso:

Previsão do tempo

Hoje - Belém, PA

Máx
34ºC
Min
24ºC
Poss. de Pancadas de

Domingo - Belém, PA

Máx
35ºC
Min
24ºC
Parcialmente Nublado

Segunda-feira - Belém, ...

Máx
35ºC
Min
23ºC
Parcialmente Nublado

Terça-feira - Belém, P...

Máx
35ºC
Min
24ºC
Parcialmente Nublado

Newsletter

Notícias

Cotação da Bolsa de Valores

Bovespa 0,92% . . . .
Dow Jone ... % . . . .
Espanha 0% . . . .
França 0,43% . . . .
Japão 1,86% . . . .

Cotação Monetária

Moeda Compra Venda
DOLAR 3,28 3,28
EURO 3,87 3,87
PESO (ARG) 0,19 0,19
GUARANI 0,00 0,00
IENE 0,03 0,03
LIBRA ES ... 4,32 4,33

Webmail

Clique no botão abaixo para ser direcionado para nosso ambiente de webmail.

Conflitos com a Celpa buscam conciliação

Consumidores que tem processos judiciais na 5ª, 7ª e 8ª Vara do Juizado Especial Cível relacionados à concessionária de energia Celpa podem solucionar o conflito através da conciliação até a próxima quinta-feira, 14, durante as 220 audiências do mutirão do Centro de Justiça e Resolução de Conflitos (Cejusc-Famaz), do Tribunal de Justiça do Pará. Na sexta-feira, 15, serão realizadas mais 60 audiências de demandas pré-processuais também relacionadas a Celpa. A ação ocorre no salão nobre do Fórum Cível de Belém (3º andar), das 9 às 17h. As audiências de conciliação foram pré-agendadas pelo Cejusc-Famaz, mas as pessoas que não foram convidadas, mas querem conciliar as pendências com a Celpa podem procurar o Cejusc Famaz e marcar uma conciliação. O Centro de Conciliação fica na Av. Visconde de Souza Franco, 72 - Reduto, no horário das 9 às 15h. A juíza Ana Patrícia Nunes, coordenadora do Cejusc-Famaz, solicita às partes que abracem a causa da conciliação e do diálogo. “Percebemos que a sociedade ainda desconhece a importância do diálogo para a solução de conflitos no Judiciário. Então, convidamos as partes a atenderem ao convite do Judiciário e a comparecerem às conciliações”, pediu. Segundo a magistrada, “os mutirões são importantes porque ajudam a reduzir o acervo das Varas dos Juizados, além de antecipar a pauta de audiências em 5 a 6 meses. Já existem audiências marcada para 2018”, observa. A coordenadora explica ainda que as empresas estão adotando novas posturas frente as questões judiciais, porque já perceberam que a tramitação do processo gera ônus para a empresa e para a sociedade em geral. “A solução consensual é muito melhor, porque é construída pelas duas partes que assumem a responsabilidade através do acordo. Se a solução for imposta pelo juiz, pode não ser boa para um dos envolvidos. Precisamos ter o desejo de resolver nossas questões”.
Fonte:
TJ Para
12/09/2017 (00:00)

Contate-nos

Advocacia & Consultoria Jurídica Galvão

Conselheiro Furtado n°  2391  Ed. Belém Metropolitan sl 1202
-  Cremação
 -  Belém / PA
-  CEP: 66040-100
+55 (91) 21211601+55 (91) 983642001
© 2017 Todos os direitos reservados - Certificado e desenvolvido pelo PROMAD - Programa Nacional de Modernização da Advocacia
Visitas no site:  873654
Pressione as teclas CTRL + D para adicionar aos favoritos.